Logo da Acessibilidade Brasil
Atalho para Conteudo 
Recursos de acessibilidade seta vai para o início >  
vai para conteúdo >  
vai para o fim >  

Página inicial > > Educação não pode dispensar o uso da informática
 
  Logo da Rede Rio com link para seu site
Estamos conectados
na internet através
da Rede Rio

Imprensa
 

Educação não pode dispensar o uso da informática


Data: 09-10-2006

Entrevista ao Programa Jornal Futura – TV Futura - 05/10/2006

Abordando a importância da inclusão digital em nosso país, o Presidente da Acessibilidade Brasil, Guilherme Lira, ressaltou, com base em dados da Organização Mundial do Trabalho – OMT, que dois terços das riquezas hoje produzidas no mundo são geradas pelas novas tecnologias. Este fator demonstra que, para ser mais efetiva, a educação em nosso país não pode negar a importância da utilização da informática na vida moderna.

O problema é que menos de 20% de nossa população tem computador em casa, o que afasta a maioria dos brasileiros da velocidade que as novas tecnologias imprimem ao sistema de informação, às comunicações, à resolução de negócios, às artes, à cultura e a outras áreas de interesse da nossa sociedade.

Esse descompasso no domínio das novas tecnologias pela maioria da população do país é um fator que contribui para sua perda de oportunidades de desenvolvimento técnico, profissional, social e cultural.

Segundo Lira, a falta de contato com o computador pela maior parte dos brasileiros não pode ser dissociada da falta de renda suficiente para a aquisição do equipamento. "É o ciclo vicioso ‘falta de computador que leva à falta de renda, que leva à falta de computador’ e assim sucessivamente”, ele afirma.

E complementa, diante dessa dificuldade, que as nossas escolas devem facilitar o acesso dos alunos à informática. Lira observa que, em países do primeiro mundo, o teclado é um dos instrumentos de trabalho em sala de aula.

Entre outras medidas que podem ajudar a combater a exclusão digital, ele destaca iniciativas como o projeto do Centro de Democratização da Informática – CDI, que leva computadores doados às comunidades que deles necessitam.

Também foram citados os telecentros, que podem desempenhar um papel importante em todo o Brasil, porque possibilitam e estimulam, de algum modo, que brasileiros de diversas regiões se aproximem das novas tcnologias.

Lira também lembrou o projeto oficial a ser implementado, o “Notebook a 100 dólares”, cuja proposta é facilitar a muitos brasileiros a aquisição de computadores portáteis a custo mais baixo.

 
Busca na seção

Últimas Notícias
I Seminário Amazônico de Acessibilidade, Inclusão e Tecnologia - SAIT 2012 

Prêmio Finep para Tecnologia Assistiva 

Acessibilidade Brasil completa 10 anos de existência 

Bradesco Seguros lança seu site acessível 

Dados censitários são uma das principais causas do fracasso das políticas públicas voltadas para as pessoas com deficiência 

Destaques
Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência  

Revista de Inclusão Social do MCT publica projeto da Biblioteca Nacional 

Metodologia de Atendimento e Acesso de Pessoas com deficiência a telecentros - parte1 

Metodologia de Atendimento e Acesso de Pessoas com deficiência a telecentros - parte2 

Jogos Parapan-americanos reunirão 1300 atletas de 10 modalidades 


Selos acessíveis

Selo de aprovação de acessibilidade pela Acessibilidade Brasil

Level Triple-A conformance icon, W3C-WAI Web Content Accessibility Guidelines 1.0

Parceiros
Logo do Governo Eletrônico

Logo da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos

Ministério do Trabalho e Emprego

Logo do Sicorde - Sistema Nacional de Informações Sobre Deficiência

A UNESCO chancela os projetos dos telecentros acessíveis e do livro fonado além da disseminação da acessibilidade na web

Ministério da Ciência e Tecnologia